Chá de quebra-pedra, veja seus benefícios

Quebra-pedraEssa plantinha comum, encontrada normalmente em frestas e rachaduras de calçadas ou muros, em qualquer quintal, é conhecida por suas propriedades diuréticas e como preventivo contra os temidos cálculos renais, ou, “pedras no rins”, como são mais conhecidos.

Saiba mais

O nome científico do chá de quebra pedra é Phyllantus e seus benefícios para os rins já foram confirmados por pesquisas científicas. É claro que, como as questões que envolvem saúde sempre tem controvérsias, esse caso também tem. Há alguns médicos que não admitem a possibilidade de tratamento fitoterápico em casos de problemas renais, já outros, acreditam que o chá, se administrado de forma correta, ajuda a prevenir cálculos renais, mas não os cura.

Ou seja, o chá tem o poder de evitar a formação de cálculos devido a sua propriedade de impedir o agrupamento dos cristais de cálcio que se acumulam para formá-los. Já quanto à expulsão ou desmanchar (quebrar) as pedras, não há comprovação científica e muitos médicos alertam para o risco de tratamentos fitoterápicos como esse, que podem aumentar o quadro de dor aguda quando o cálculo está obstruindo o canal que liga rins e bexiga. Assim como algumas pessoas bebem água em exagero quando há a crise, outras tomam chás e, qualquer das duas alternativas é desaconselhada pelos médicos nefrologistas, visto que não farão com que a pedra se desloque.

Como essa é uma planta de uso popular muito antiga, acredita-se que já fosse usada também por comunidades indígenas, não só para o trato renal, mas muitas outras indicações.

Indicações

  • Antialérgico;
  • Antibacteriano;
  • Purificante do fígado;
  • Antiinflamatoria;
  • Tratamento de aftas;
  • Diarréias;
  • Conjuntivite;
  • Infecções de garganta;
  • Edema nefrítico;
  • Diabetes;
  • Câncer;
  • Infecções urinárias.

Receita do chá

O chá de quebra-pedras deve ser feito da mesma maneira que a maioria dos chás medicinais: A água deve chegar quase à ebulição e a planta deve ser posta em infusão por alguns minutos, numa vasilha tampada.

Pode ser bebida várias vezes ao dia, em torno de quatro xícaras, no máximo. Como qualquer diurético, se bebido em excesso, causa uma desmineralização no organismo. Por isso, é importante não exagerar!

Recomendar:

Comente. Compartilhe…