Como se pode fazer um tratamento caseiro para cistite?

Cistite

O que são cistites e quais suas causas?

É uma das doenças no trato urinário mais comuns entre as mulheres, principalmente as sexualmente ativas, causando sérios desconfortos físicos. São infecciosas ou inflamatórias, podem ocorrer por contaminação de bactérias,como as que estão nas fezes e que passam para a região genital, invadindo a uretra e chegando à bexiga, causando, então, a cistite infecciosa. Também há cistites crônicas ou as causadas por fungos, comuns em pacientes com baixa imunidade, como os portadores de HIV e cistites rádicas, em pacientes submetidos à cirurgias na região pélvica.

Quais são os sintomas mais comuns da cistite?

Pacientes com este problema tem dor na bexiga, ardência ao urinar, urgência para urinar, maior frequência de idas ao banheiro. Também apresentam dor lombar e mal-estar de forma geral. Os adultos não costumam ter febre, mas em crianças ela pode se manifestar de forma leve.

A urina dos pacientes tem um odor característico e também pode ter sangue. É através do exame de urina que se identificam os níveis de leucócitos, hemácias e densidade da urina, além de ser necessária uma urocultura para identificar se a cistite é infecciosa ou bacteriana.

Como é o tratamento?

É necessário que o médico seja consultado, que os exames específicos sejam feitos e, possivelmente, antibióticos precisem ser tomados por alguns dias.

Isso não impede que se faça uso de remédios caseiros bastante eficazes para ajudar no tratamento!

Tratamentos caseiros que tem bons resultados

  • Ferva 200ml de água com 3g de cavalinha seca, por dez minutos, deixe amornar e beba. Pode ser bebido várias vezes ao dia. A cavalinha é diurética e encontrada facilmente em farmácias.
  • Encha um bidê (ou bacia limpa) com água e coloque duas colheres de sopa de vinagre, enxaguando a região genital a seguir.
  • Beber mais água do que o que se costuma beber, pois isso ajuda a expulsar as bactérias da bexiga;
  • Os cuidados com a higiene íntima precisam ser redobrados, ao evacuar, o modo correto de se limpar é passando o papel higiênico da frente para trás. Mantenha a região anal e vaginal limpas, de preferência, procure lavar-se mais vezes ao dia e com sabonete íntimo.
  • Procure não segurar a urina e também urinar após as relações sexuais, para eliminar as bactérias localizadas nas vias urinárias;
  • As calças muito apertadas e calcinhas sintéticas colaboram para a proliferação de bactérias e devem ser evitadas;
  • Assim os absorventes protetores de calcinhas também devem ser evitados pois “abafam” a região e proporcionam ambiente ideal às bactérias;
  • No período menstrual, os absorventes devem ser trocados seguidamente e, preferencialmente, a região genital lavada mais vezes durante o dia.
  • Substâncias como fumo, cafeína, álcool e temperos fortes devem ser suspensas, pois irritam o trato urinário.

Recomendar:

Comente. Compartilhe…